sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Ciro Gomes: mais revolta contra policiais





Em publicação no Facebook, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) comparou duas greves da Polícia Militar no Ceará, uma na gestão de Tasso Jereissati (PSDB) como governador e outra na gestão de Cid Gomes (PDT). De acordo com ele, “quem errou foi o Cid em não fazer o mesmo que Tasso fez”.
Ciro referia-se à punição dada por Tasso aos policiais após greve em 1997. O ex-governador tucano puniu mais de 90 policiais civis e militares. Em 2012, na gestão Cid, outra greve da polícia afetou o Estado, mas pouco mais de dez foram punidos.
A publicação foi feita por Cid para atacar o candidato à Prefeitura Capitão Wagner (PR), um dos comandantes da paralisação de 2012 e hoje aliado de Tasso. Ciro já foi punido pela Justiça Eleitoral após chamar Wagner de "bandido, demagogo e mentiroso". Na decisão, o juiz José Krentel Ferreira Filho, da 116ª Zona Eleitoral, manda ele apagar publicação.

Qualquer psicólogo será capaz de concluir que Ciro Gomes sente frustração por não ser policial. Linha dura como se imagina, com certeza de fosse policial já teria exterminado um grande número de pessoas. Pô, o cara não dorme sem ofender as polícias.
Aliás a ojeriza a polícia parece ser de toda a família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.