terça-feira, 24 de novembro de 2015

Agenor Neto critica aumento de impostos no Ceará



O deputado Agenor Neto (PMDB) criticou, no primeiro expediente da sessão plenária da quinta-feira (19/11) da Assembleia Legislativa, o aumento de impostos e os serviços públicos do Ceará. Segundo o parlamentar, muitas proposições do Executivo chegam à Assembleia para aumentar impostos. “Os cearenses são os que mais pagam impostos no mundo, logo deveríamos ser o Estado com melhores serviços públicos prestados”, assinalou.

O deputado disse que apresentou emenda à mensagem 7.905, do Executivo, que está tramitando na Casa e dispõe acerca do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Propus que o Governo diminuísse em 50% o IPVA das motos. Também existe uma emenda, do deputado Roberto Mesquita (PV), que solicita que a gasolina seja isenta de aumentos”, informou.

Agenor Neto ressaltou que, antes de se eleger, o governador Camilo Santana destacou em campanha que o Estado tinha R$ 3 bilhões em caixa, além de ser referência na área da saúde. “Hoje, o que estamos vendo é um Governo falido e sem dinheiro. O governador precisa ir a público explicar se mentiu na campanha ou o que fez em 10 meses de Governo que o Ceará não tem mais dinheiro”, acrescentou.

Em aparte, o deputado Danniel Oliveira (PMDB) parabenizou as emendas dos parlamentares. “Lamento que o Governo do Estado queira arrecadar empobrecendo o povo”, criticou.

O deputado Roberto Mesquita também criticou o aumento dos impostos no Estado. O deputado Carlos Matos (PSDB) salientou que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) está movendo uma ação contra a Petrobras. “Eles estão pedindo que a Petrobras devolva ao Estado a verba que foi desviada. Precisamos de instituições sérias como a OAB”, assinalou.

Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.