quarta-feira, 8 de julho de 2015

Maioria dos internautas está insatisfeita com planos de saúde




O portal da Assembleia Legislativa perguntou, entre os dias 29 de junho e 6 de julho, se os internautas estão satisfeitos com o plano de saúde. A maioria dos participantes da enquete (79,7%) respondeu que não, pois os preços são elevados e os planos criam dificuldades para autorizar exames e procedimentos mais caros.

Já 11,9% consideram os serviços prestados bons, mas os valores cobrados abusivos. Apenas 8,5% dos internautas estão satisfeitos e disseram ter acesso a todos os serviços médicos e hospitalares que necessitam.

A deputada Fernanda Pessoa (PR) concorda com a maioria dos internautas. Para a parlamentar, os preços dos planos de saúde são abusivos. Além disso, existem casos que os pacientes precisam esperar mais de três meses para conseguir uma consulta. “É uma grande falta de atenção. As pessoas pagam caro e não têm a atenção devida. Muitos pacientes procuram o Sistema Único de Saúde (SUS), em alguns casos, para conseguirem atendimento”, assinalou.

O deputado Roberto Mesquita (PV) reconhece que os preços dos planos de saúde são muito elevados e a qualidade não é boa. “A saúde no Brasil precisa ser revolucionada porque não agrada nem quem é atendido pelo sistema público e nem pelo sistema particular”, acrescentou.

Para o advogado Rafael Rolim a enquete do portal da Assembleia mostra a realidade das operadoras de planos de saúde. “Existem situações de atendimento de excelência, mas, por outro lado, existem situações que beiram o absurdo. O importante é que a pessoa que se sentir prejudicada, de alguma forma, procure os seus direitos junto aos órgãos de proteção ao consumidor como Procon/Decon, ou através dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.