quinta-feira, 19 de março de 2015

Por que Cid caiu




O ex-governador Cid Gomes não deveria ter aberto mão de seu propósito de, ao terminar o mandato, ir morar uns tempos no Estados Unidos e ser diretor do BID, o maior parceiro do Governo do Ceará em todos os tempos.

Cid, desacostumado com a falta do poder, não resistiu à tentação de ser ministro, de tentar, segundo ele, "ajudar" Dilma a livrar-se do fardo do PMDB, isso se ele (Cid), pudesse fazer a junção do Partido Liberal com o PSD do Kassab, criando um novo espaço, uma espécie de alçapão para pegar os políticos dissidentes e, desta forma enfraquecer o trem de Temer, mesmo ele estando com locomotivas puxando e Senado e a Câmara.

Pela primeira vez Cid incorreu no erro de falar além da conta e antecipar planos, coisa que ele sempre guarda para as vésperas dos eventos. Desta vez não, ele passou a fazer pressão psicológica no PMDB, e este a dinamitar os caminhos por onde Cid pensava em andar. De pronto o Partido do Movimento Democrático Brasileiro instituiu uma espécie de reforma política de conveniência, tendo em vista desarmar a arapuca de Cid, que por sua vez se viu impedido de fazer o ajuntamento dos partidos e criar um novo nicho político capaz de dividir águas no partido do vice-presidente.

O PMDB conseguiu numa rápida manobra proibir a coligação de partidos com menos de cinco anos de criação, e isto desfez o intento de Cid e afundou o bote que poderia tirar Dilma da ilha do PMDB. Cid passou a se contentar apenas com o cargo de ministro.

Cid é inventivo, criativo, sagaz, e gosta de inovar, mudar a coisas de lugar, revolucionar e até polemizar. Foi mais ou menos com essas ferramentas que ele tentou fazer ajustes no Fies, só que o ato do ministro foi o mesmo de quem tenta trocar um pneu de um caminhão em descida de ladeira. Não era hora de mudar, de polemizar, de mexer com os estudantes, mas sim de dialogar, de conquistar essa juventude e dela se fazer um ídolo.

Cid errou em suas estratégias,e precisa ter humildade para reconhecer. Um dia ele disse que se esforça para ser humilde, espero que ele já consiga sê-lo, pois o ser sem humildade é tal qual um corpo sem alma.

O PMDB não colocou Cid Gomes na zona de tiro somente por causa do "achaque", mas principalmente porque entende que Cid é uma semente que não pode ser plantada, e se for plantada não deve crescer, pois se crescer dará frutos perigosos, assim como as maçãs que dominaram Adão e Eva e colocaram Branca de Neve em sono profundo.

O episódio de hoje não teve vencedores ou vencidos. Cid pagou com o cargo a coragem de dizer o que se diz mas não se prova, e teve a infelicidade de ouvir o que jamais desejara. Mas é assim mesmo que a vida dos homens funciona e o poder sobrevive. No episódio de hoje quem perdeu foi o Brasil.


É o meu comentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.