quinta-feira, 27 de abril de 2017

Empresários fogem de cargas tributárias e discriminações em Sobral


Empresários com  atividades em Sobral passaram a investir em municípios da região metropolitana, atraídos por incentivos de municípios com interesse na geração de renda e ocupação. Exemplos como o distribuidora GD7, que inaugura unidade em Forquilha, e da fábrica de massas e biscoitos Coelho, que escolheu Massapê para a sua expansão, comprovam que Sobral não é mais o mesmo lugar de antes, tido como um dos melhores do Brasil para morar e investir.
Uma enorme carga de tributos e taxas persegue o empresariado e inibe os investimentos. Há, ainda, a discriminação quanto à cessão de lotes nos distritos industriais, benefício destinado somente para amigos e partidários políticos.  Infelizmente Sobral vive um momento de incertezas, isso devido à descaracterização do desenvolvimento,  que foi quebrado abrutamente. Com a fuga dos investimentos decaem as opções de empregabilidade e se configura o caos do crescimento.
Sobral, é bom que se diga, verdadeiramente já foi atrativa a investidores externos. Atualmente a cidade está com muitas deficiências, entre as quais: ruas esburacadas, poucas opções de mobilidade, insegurança, trânsito desorganizado e outros elementos que fazem a diferença na hora da escolha de quem deseja interiorizar investimentos. No caso da decisão de empresários locais em desviar os investimentos para outros municípios não deixa de ser um fato que gera preocupação, pois se virar moda, alguns sobralenses irão mudar de cidade em busca de oportunidades. Com a palavra a gestão municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.