quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Sobral de cenas fortes




Sobral está digna de pena quando o assunto é insegurança. Faz tempo que apanhamos dos bandidos, que entregamos nossos pertences e, em alguns casos, a própria vida. Assim como nos demais lugares deste país, a bandidagem está sendo respeitada como sendo a maior de todas as autoridades. Custei a entender o porquê de alguns bandidos se expressarem com a palavra de ordem "quem manda é nois". Caiu a ficha. Eles mandam mesmo.

Agora você imagina o tamanho da nossa indignação em ver a bandidagem tomando conta de tudo, e os bundas moles dos nossos governantes ficarem escondidos como lebres em pau oco, apavoradas com os passos dos caçadores.

Estamos num país imoral, num estado imoral e num município anormal, em que o gestor municipal comete desatinos, um em cima do outro, e a justiça faz ouvido de mercador e desvia o olhar para não se se tornar testemunha.

O secretário Marcos Vilas Boas deixou a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico alegando que não iria fazer parte de uma gestão cheia de furos, para não correr o risco de manchar sua honra. Foi um bafafá, um escândalo só, que está dando o que falar no meio da população.

Sobral e sua cenas fortes. Eis mais uma para a coleção. Como não tem jeito, vou esticar a rede e ouvir Beethoven até sonhar que a vida é uma fulô.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.