sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Coluna Evidências - Silveira Rocha




Sobral e seus serviços sem qualidade
Alguns serviços prestados em Sobral passam longe do quesito qualidade. Moramos numa cidade em que a rede elétrica sofre panes constantes cada vez que as nuvens ficam cinzentas ou que o vento assovia. O festival se completa com a pane dos semáforos, que provocam uma tremenda loucura no trânsito quando em seus rotineiros apagões.
Partindo para o lado do transporte urbano, a gente praticamente não parte, pois Sobral não conta em esse equipamento, apesar dos nossos gestores arrotarem que temos “metrô”. Não fossem as vans sucateadas e o moto taxi, só nos restariam as carroças de burro contrastando com as sobras de duas cabeças deslizando sobre os trilhos com o mínimo de passageiros.
Não pretendemos somente falar mal de Sobral, alias não estamos falando, porém citando deficiências, que não são poucas, e que englobam a penúria do sistema de segurança, que é paupérrimo e sem aparente perspectiva de melhoria. Se você se deparar com um policial nas ruas, benza-se, pois pode ser coisa do outro mundo.
Engrossa a relação de serviços sem qualidade ou mesmo inexistentes, a falta de medicamentos e médicos nos postos de saúde, a irregularidade do serviço de limpeza pública, a falta de opcionais no transporte intermunicipal, já que o serviço foi monopolizado… Enfim, tem defeitos demais e esses defeitos são os desafios do novo gestor, que deve estar consciente de que não será apenas seu “imenso amor por Sobral”, que irá solucionar tais problemáticas, mas sim muito trabalho, de preferência com a participação popular.
Desemprego sem precedentes
Só mesmo um mutirão para a construção de uma estrada ligando o Brasil ao Céu poderá conter o exagerado número de desempregados vitimados pela crise econômica deixada pelo PT, como a pior de todas as heranças já vistas neste país.
Troféu burrice
O Bom dia Brasil voltou a mostrar o destroço ocasionado pela megalomania  de Cid Gomes, autor do projeto do Acquário Ceará, que já engoliu mais de R$ 140 milhões do Estado, e que está condenado à morte, caso o governado não consiga repassar o projeto para a iniciativa privada. O projeto descabido se parece com o da compra dos tatuzões, que disputa com o primeiro o título de projeto burrice.
Incompetência reprovada
Cerca de 68 prefeitos do Ceará, segundo trabalho do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), extrapolaram todos os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) quanto a gasto com pessoal, ficando sujeitos à perda do mandato e a responderem ações de improbidade administrativa nos campos cíveis e criminais, inclusive com chances de chegarem a serem presos.
Desobediência à legalidade
O levantamento do TCM mostrou também que das 68 prefeituras que ultrapassaram o limite máximo, 38 cometeram o descumprimento do primeiro ao último quadrimestre de 2015, não conseguindo atender ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, que é a eliminação do percentual excedente nos dois quadrimestres seguintes ao que ocorreu o excesso de gastos.
Arrancou meu aplauso
O prefeito de São Paulo, João Doria, vai lançar, no próximo dia 21, o programa Trabalho Novo para empregar pessoas que estão hoje na condição de moradores de rua. Doria acertou parceria com os sindicatos de conservação e limpeza da cidade para que reservem vagas de varredores nas empresas privadas do setor para atender o programa. A meta é conseguir empregar 20 mil pessoas até 31 de dezembro. As empresas pagarão salário mínimo mensal (R$ 937), além de vantagens, como plano de saúde. Não haverá dinheiro público no programa.
Vitória sobre o abuso de poder
Domingos Filho foi assume, nesta sexta-feira (6), a presidência do Tribunal de Contas dos Municípios. O novo presidente do TCM foi empossado como conselheiro em 2014 e no ano seguinte assumiu a liderança do Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública Waldemar Alcântara (Ieswa), unidade educacional do Tribunal.
Aumenta o número da matança
Outros 33 presos foram mortos na madrugada dessa sexta-feira, 6, desta feita na zona rural de Boa Vista, capital do estado de Roraima. As mortes aconteceram na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, a  maior do Estado. As informações são da secretaria de Justiça e Cidadania do Estado.
Sem milagres
O delegado da Polícia Federal, em Alagoas, André Costa assumiu o comando da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Estado do Ceará, após saída de Delci Teixeira. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (5), pelo governador Camilo Santana. Para quem não sabe, o novo delegado não é nenhum santo, portanto, não se pode esperar que ele opere milagres, porém que trabalhe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.