quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Detento diz que chega a mandar até 20 mil SMS por dia para dar golpes



Frequentemente, ofertas tentadoras de dinheiro fácil ou prêmios (casas e carros) chegam por mensagem nos celulares. Contudo, os SMS e as ligações fazem parte de uma série de golpes cada vez mais frequentes realizados de dentro de presídios com ajuda da tecnologia. Segundo o portal "G1", são mais de 600 mil detentos que, com um celular, fazem vítimas por todo o país.

Um produtor da TV TEM em Sorocaba (SP) recebeu uma dessas mensagens dizendo que ele havia sido sorteado em uma promoção e entrou em contato com o golpista. O homem confessa que está em uma cadeia do Estado do Ceará e afirma ainda que detentos enviam até 20 mil mensagens por dia para números de telefone aleatórios. O golpe chega a render até R$ 5 mil em um dia.

A conversa é conduzida de forma cuidosa e paciente para que o desavisado caia no golpe e transfira para uma conta fornecida pelo presidiário um valor que também é sugerido por ele. Às vezes, o ganho fácil vira um prejuízo sem retorno.

Ainda de acordo com o "G1", o advogado da comissão de direito eletrônico da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Sorocaba e da comissão de crimes de alta tecnologia da OAB de São Paulo, José Carlos Francisco Filho diz ser impossível a vítima conseguir o dinheiro perdido de volta. "Por mais que você ganhe o processo, não tem como obter o ressarcimento”, explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.