quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Dilma e as refinarias fantasmas




A presidente Dilma Rousseff será investigada pelo Tribunal de Contas da União por sua participação como presidente do Conselho da Petrobras, entre 2005 e 2010. 

TCU aprovou processo em que os conselheiros e diretores da estatal terão que apresentar justificativa pelos prejuízos já apontados no balanço da empresa pelo cancelamento dos projetos das refinarias Premium I e II, no Ceará e no Maranhão, que somam R$ 2,8 bilhões. 

Para o relator do TCU, ministro José Múcio Monteiro, as obras dessas refinarias foram aprovadas pelo Conselho sem que houvesse projeto e não foram analisados os gigantescos aumentos de custos. Segundo o relatório, será avaliado se os conselheiros cumpriram seu dever de fiscalizar os atos da diretoria, previsto em lei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.