quarta-feira, 23 de julho de 2014

Dilma tem pior desempenho no Sudeste; Aécio, no Nordeste



A pesquisa Ibope divulgada, ontem, pelo Jornal Nacional traz um alerta para o comitê eleitoral da presidente Dilma Rousseff: a região Sudeste concentra todos os piores números da candidata petista. Isso deve forçar o PT a fazer uma estratégia específica para recuperar popularidade e diminuir a rejeição, principalmente nos três principais colégios eleitorais do país: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
Um detalhamento da pesquisa mostra que, no Sudeste, Dilma tem 32% contra 28% do tucano Aécio Neves e apenas 6% do socialista Eduardo Campos. Já no Nordeste, a situação é invertida: Dilma dispara e alcança 55% das intenções de voto, contra apenas 9% de Aécio e 11% de Campos.
No corte da escolaridade, o pior desempenho de Dilma é no grupo com nível superior: ela aparece com 27%, Aécio tem 33% e Campos, 11%. Mas a petista dispara entre os eleitores com baixa escolaridade.
Para quem ganha mais de cinco salários mínimos, o tucano lidera com 37%, Dilma tem 27% e Campos 11%. Mas entre os que recebem até 1 salário mínimo, Dilma pula para 56%, contra apenas 11% de Aécio e 7% de Campos.
Num eventual segundo turno, Aécio ganharia de Dilma no Sudeste (39% a 34%), no Sul (39% a 33%), no Norte/Centro Oeste (38% a 35%). Mas a petista abriria grande vantagem no Nordeste: ela tem 59% contra apenas 18% do tucano.
Outro ponto que chama atenção é a rejeição da presidente Dilma. Enquanto a média nacional é de 36%, no Sudeste, 42% dos entrevistados dizem que não votariam na petista. No Norte/Centro-Oeste a rejeição é de 44%.
Já Aécio Neves tem a maior rejeição no Nordeste: 20%. No país, a rejeição do tucano é de 16%, e a do socialista Eduardo Campos é de apenas 8%, o que mostra um grande nível de desconhecimento da sua candidatura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.