quarta-feira, 6 de abril de 2016

Momento com Larissa Rocha Olimpio



Amor próprio. Coisa que todos deveriam ter, e pouquíssimos colocam em prática. Eu, sinceramente, sou super a favor de segunda chance em um relacionamento. Até em terceira, mas quando você se vê fadado ao insucesso, e se prende por egoísmo e medo da perda, no fundo, eu tenho pena.

Se eu colocasse na ponta do lápis a quantidade de casais que eu vejo que tem completa noção do quanto não dá mais certo, e prefere insistir a tentar descobrir a felicidade em outro canto... Nossa, chega a assustar. 


Que medo é esse? Esta achando que só existe uma pessoa no mundo capaz de te fazer feliz? Vou te contar uma coisa: você não faz ideia do tempo que tá perdendo, do quanto de vida você tá jogando fora em prol do apego. 

Gostar de alguém é incrível, mas gostar de si é muito mais, porque o resto passa a ser um detalhe. Sua felicidade passa a depender mais de você do que dos outros, entende? É uma penca de casal que briga pelas mesmas coisas, que já não andam mais no mesmo ritmo, e se acha no direito de se intrometer no futuro um do outro por puro comodismo ou inconformismo. Não aceitam que a pessoa encontre a felicidade em alguém diferente. Gente egoísta. 

Graças a Deus penso de outra forma. Se a pessoa que eu gosto encontrar a felicidade em outro canto, tudo bem. O importante é que seja feliz, independente de suas escolhas coincidirem ou não com as minhas. Até porque pensamentos bons atraem coisas boas. Agora quem vê o outro seguindo feliz na vida e não sossega até arrumar um jeito de estragar as coisas... Pera lá, né? Fica aqui um apelo: se ame um pouco mais. Talvez seja o que esteja faltando para que o resto possa acontecer na sua vida também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.