quarta-feira, 13 de abril de 2016

A Face da Realidade


Não podemos de todo discordar do que os petistas defendem. Imagino que o mundo deles está em 3D e o nosso está na visão realista, na dependura ou quase no fundo do poço.

A gente sabe que em se colocando os que estão no poder e os que querem chegar a ele, dentro de um saco e formos tirar um “puro”, este certamente roubará nosso relógio, todavia, contudo e, no entanto, nos precisamos sair dessa ciranda, arrombar a fossa e sair boiando sobre as fezes, até encontrarmos as águas límpidas, e assim podermos respirar saudavelmente.De minha parte, não tenho ódio da Dilma em nos que militam no partido dela; não tenho revolta se a pobreza melhorou de vida, muito pelo contrário, adoro ver as pessoas mudando seus destinos e conseguindo a igualdade do direito.

Chegamos a estágio em que certamente teremos de mudar de governo, e ai os petistas terão de encarar os adversários tomarem conta do país que eles quiseram conquistar para si. Se Temer é bandido, mercenário, ladrão, corrupto e tem todos os demais pejorativos, cabe a Justiça julgá-lo, assim como aos demais dentro da linha sucessória.

Se Dilma cair o Brasil vai continuar de pé, pois sua gente tem disposição para trabalhar e reergue-lo.
Esperemos que o próximo mandatário seja mais gestor que do que socialista; mais trabalhador do que idealista, e que não continue alimentando o pensamento de que o povo precisa de bolsas-esmolas, quando na verdade o povo precisa é de respeito, liberdade, seguridade e emprego.

Uma Nação não se muda; o que muda são as consciências e as atitudes. Precisamos lutar não por um novo Brasil, pois o nosso nos basta. Precisamos sim, lutar pela igualdade dentro dos princípios da moralidade do comportamento e da ética. De um Brasil novo não precisamos; queremos um povo novo.
Silveira Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.