domingo, 6 de março de 2016

VEM PRA RUA!




 


           

"Primeiro levaram os negros, mas não me importei com isso; eu não era negro. Em seguida levaram alguns operários mas não me importei com isso;  eu também não era operário. Depois prenderam os miseráveis mas não me importei com isso também porque eu não sou miserável. Depois agarraram uns desempregados mas como tenho meu emprego também não me importei.

           

Agora estão me levando mas já é tarde. Como eu não me importei com ninguém, ninguém se importa comigo."    Berthold Brecht  .

           

Já são quase 10 milhões de desempregados no país...

            180 mil empresas   fecharam suas portas no ano de 2015...

A inflação oficial ultrapassou os 10%, ferindo de morte principalmente os assalariados de baixa renda...

             

A gasolina comum ultrapassou a barreira dos R$ 4, mesmo patamar a que chegou a cotação do  dólar há poucos dias (e para quem pensa que o dólar caro só prejudica os milionários - a não ser que sejam ruminantes comedores  de capim – vocês   estão pagando mais caro pelo pãozinho francês de cada dia; ele é feito de trigo importado pessoal).

           

Tudo isso e muito mais que se pudesse escrever são fatos (e não versões) que impactam negativamente no dia-a-dia de cada um de nós.  E acho que podemos concordar que nada disso tem a ver com os escândalos de corrupção que a cada dia mais se descobrem; e a cada dia mais se aproximam da administração da presidente Dilma.

           

Então cheguei  à conclusão que , mesmo abstraindo as notícias - que pela consistência das provas e relatos de delações – leia-se Delcídio Amaral- mais se parecem com fatos reais,... mesmo abstraindo isso eu dizia, concluí que essa mulher é  mesmo uma INCOMPETENTE; ela não demonstrou capacidade de administrar o país, em que pese ter sido eleita democraticamente pelo voto popular (o regime democrático tem essa limitação: o voto de um incauto, ludibriado muitas vezes pelo marketing - o presidiário João Santana é um mestre na arte – tem o mesmo valor daquele do cidadão crítico e alerta que sabe  diferenciar a realidade da maquiagem  política em cada pleito).



            A realidade nacional – desemprego, falências e concordatas, infraestrutura sucateada- , além da inflação e o preço da gasolina, não podiam ser diferente na minha Sobral...



            Um restaurante tradicional, quase histórico, depois de mais de quarenta anos de atividade, baixou suas portas recentemente. Emblemático pela longevidade do estabelecimento, o fato se multiplica nas muitas e muitas placas de aluga-se  ou vende-se afixadas nas portas  e paredes  de prédios  que até há pouco abrigavam empresas promissoras, geradoras de emprego e renda.



            Recentemente as indústrias Grendene, com 8 fábricas instaladas em Sobral, tiveram de encerrar suas atividades   de terceiro turno (noturno). As explicações que vieram a público - e não há por que duvidar delas, pela seriedade e responsabilidade   do sr. Rossi   seu gerente geral – administrador -  apontam para outras causas que não a recessão; mas o fato é que centenas de postos de trabalho foram desativados ali, da noite para o  dia.


            “Primeiro levaram o negro, mas eu não me importei....”

            Sou profissional liberal da saúde, autônomo, funcionário público efetivo estatutário e não exerço nenhuma atividade econômica no comércio ou na indústria, seja como patrão ou empregado. Mas eu não quero, não devo nem posso, por razões de consciência crítica e cristã, deixar pra lá, não me importar com a situação dos outros brasileiros (e sobralenses) que estão sendo “levados” ao desespero, pelas agruras e sofrimentos que lhes alcançaram nesse momento crítico da economia do país. E ao que parece, quanto mais tempo de INCOMPETÊNCIA, maior será o exército de desesperados.



            Então resolvi atender ao chamamento do Movimento Brasil Livre, que está alertando a todos nós brasileiros: SE VOCÊ NÃO FOR ELA FICA!  



            Vou Pra Rua; vou pro Boulevard do Arco de Nossa Senhora de Fátima – Sobral -, no dia 13/03/2016, a partir de 8 horas da manhã.  Quem sabe não  encontro lá  mais uns tantos que também se importam com as  dificuldades dos  (nossos) outros irmãos em Cristo?



Dr. Azevedo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.