quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Miragem do PSDB



Partidários do doutor Guimarães, alardeiam em Sobral que o referido politico irá receber apoio do senador Tasso Jereissati e do próprio PSDB para se lançar candidato a prefeito, nas eleições deste ano, fato que ainda não recebeu confirmação do citado senador, que veio poucas vezes a Sobral respaldar candidaturas de aliados. Pelo menos nunca foi visto nos palanques armados por Marco Prado, que também proclamava estar sendo apoiado por Tasso.
Muito embora ele encene divergir em pensamentos e ações com a família Ferreira Gomes, Tasso tem respeitado a sua base principal, no caso o município de Sobral, fazendo-se ausente das movimentações politicas dos contrários a oligarquia Ferreira Gomes.
Não obstante essa dramatização dos aliados do doutor Guimarães, as pessoas olham de um lado para o outro e não veem respaldo quanto à postulação do pré-candidato, que ao ver dos que analisam a politica local, está fazendo festa para dançar sozinho.
Não há qualquer tipo de profecia que aponte o pretenso candidato como sendo o mais competitivo, até porque a polemização ante ao pleito que se aproxima gira em torno do candidato da Prefeitura e da Família Rodrigues, ao menos é o que as mídias vêm revelando.
Não se pode, todavia, negar o potencial político do doutor Guimarães, que por pouco não venceu as eleições de 2012. Todavia, seu desempenho se deu ante a ausência de nomes, uma vez que como candidato, faltaram-lhe propostas, discurso e sobrou o desejo dos sobralenses em votar pela saída da família Ferreira Gomes do poder politico sobralense.
Se realmente o senador Tasso Jereissati apoiar o doutor Guimaraes, que esse apoio não seja fictício como o fora em relação a Marco Prado, que fez campanhas inexpressivas, isto porque o “apoio” prometido pelo senador não passou de desejo do candidato.
Sem mais delongas, é preciso que os postulantes ao cargo de prefeito de Sobral compreendam que a lata de doce não dá para três, e que o obvio ainda é seguir o principio dos Alcoólicos Anônimos, que diz:  “ou vivemos juntos ou morremos separados”.      
  





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.