sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Governo prepara novo pacote de aumentos





As famílias devem se preparar para apertar ainda mais o orçamento. Tarifas administradas pelo governo Dilma devem ter mais um aumento até dezembro: gasolina, gás de cozinha e energia elétrica.

O jornal “Correio Braziliense”, em sua edição desta sexta-feira (30), informa que os preços controlados pelo Executivo vão subir 16,9%, ante uma previsão de alta de 15,2%, em setembro.

A elevação das expectativas da autoridade tem como base a estimativa de que em 2015 a gasolina encarecerá 15%, o gás de botijão 19,9% e a energia elétrica 51,7%.

Para 2016, calcula-se uma variação de 5,8%. As projeções fazem parte da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Reajustes – A disparada das tarifas administradas neste ano ocorreu porque o governo Dilma Rousseff, durante todo o primeiro mandato, represou os reajustes para segurar a inflação, que já dava sinais de descontrole.

A leniência no combate a carestia era vista pelo Executivo como uma forma de impulsionar o Produto Interno Bruto (PIB). Mas o que ocorreu foi exatamente o contrário.

Ano a ano, a geração de riquezas no país desabou, os gastos públicos aumentaram e a dívida do país chegou ao nível de países em crise, próxima de 70% do PIB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.