segunda-feira, 29 de junho de 2015

ASEL de Sobral empossa três novos acadêmicos






A Academia Sobralense de Estudos e Letras (ASEL), comandada pelo presidente da ASEL, José Luís Lira, realizou, na sexta-feira (26), no Memorial da Educação Superior de Sobral, mais uma solenidade de ingresso de academicos, quando foram empossados Ademar Mendes Bezerra, com assento na cadeira n° 1, que pertenceu ao patrono José Sombra e teve como último ocupante Evaristo Linhares Lima; Chrislene Carvalho dos Santos Pereira Cavalcante, ocupando a cadeira n° 13, patroneada por José de Alencar e, antes, ocupada por Maria Norma Maia Soares; e Davi Hélder de Vasconcelos, na cadeira n° 16, do patrono Pe. João Augusto da Frota e último ocupante José Edinardo Albuquerque Silveira.


A ideia da criaçao da “Academia Sobralense de Letras”  se deu em 3 de maio de 1922, com doze sócios fundadores: Dr. Clodoveu de Arruda Coelho, Dr. Cláudio Nogueira, Dr. Atualpa Barbosa Lima, Dr. Luis Viana, Dr. Rui de Almeida Monte, Dr. Benjamim Hortênsio, Jornalista Craveiro Filho e Paulo Aragão, Lauro Menezes, Oriano Mendes, Pe. Fortunato Alves Linhares, Pe. Leopoldo Fernandes que foi o primeiro presidente.

A primeira sessão de inauguração foi realizada no dia 7 de junho, data oficial da criação. Ficando paralisada por alguns anos, foi reinaugurada a 7 de setembro de 1944 por Mons. Vicente Martins da Costa, com o nome de “Academia Sobralense de Estudos e Letras”. (informaçoes da Coletanea Cronologia Sobralense, do padre Sadoc Araujo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.