quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Mais de 27 mil pediram ajuda para superar as drogas em 2014

O serviço de orientações e informações sobre drogas, o Ligue 132, atendeu 27.468 pessoas em 2014 – média de 75 atendimentos por dia. Os principais atendimentos foram relacionados à cocaína, álcool e tabaco. Desse volume, 70% foram provenientes de municípios do interior dos estados de todas as regiões do Brasil.
A cocaína e derivados, como o crack, representaram 46% dos atendimentos no ano passado, sendo o maior índice já registrado. Muitas dessas ligações não são apenas de usuários de drogas, mas de familiares.
Em 2014, os familiares foram responsáveis por 36% dos atendimentos realizados no serviço. Já os usuários representaram 34%. De acordo com a supervisora Juliana Valente, o serviço Ligue 132 tenta orientar os familiares com informações embasadas cientificamente, sobre as características da dependência química, bem como sobre as melhores formas de auxiliar o usuário a buscar tratamento. 
As chamadas substâncias legais (álcool e tabaco) também representaram uma quantidade expressiva das ligações. Nesse tipo de atendimento, a pessoa que liga já está motivada a parar de consumir determinada substância, mas não sabe como proceder para efetivamente alcançar o objetivo.
De acordo com a coordenadora de pesquisa do Ligue 132, Maristela Ferigolo, o serviço desenvolveu uma metodologia própria para dialogar com essas pessoas. “O serviço se propõe a fazer uma conscientização sobre as consequências do uso e como buscar auxílio para mudar o comportamento do uso de drogas lícitas ou ilícitas. O atendimento é personalizado e sempre baseado no estágio motivacional que a pessoa se encontra, pois cada indivíduo tem uma demanda específica. Aplicamos uma estratégia de empatia acolhedora, sem preconceitos e sigilosa, com informações baseadas na ciência”
Entre as capitais brasileiras, São Paulo foi a cidade com o maior número de atendimentos em 2014, com 2.653. Rio de Janeiro e Porto Alegre também tiveram um expressivo volume de ligações, com 871 e 821 respectivamente.
Sobre o Ligue 132
O Ligue 132 é um serviço do programa “Crack, é possível vencer”, financiado pelo governo federal, que tem como objetivo prevenir o uso de drogas no país, atendendo a casos de álcool, tabaco, cocaína, maconha e entre outras substâncias. É uma parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad/MJ), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e Associação Mário Tannhauser de Ensino, Pesquisa e Assistência (AMTEPA). O serviço atende de forma sigilosa e anônima 24 horas por dia, incluindo feriados e finais de semana. Desde 2012 quando o serviço passou atender 24 horas, o Ligue 132 ajudou mais de 120 mil pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.