quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Fiscalização na Lagoa da Fazenda.



O vereador Gilmar da Cruz Bastos disse que após o recebimento de inúmeras reclamações, e de provocar órgãos ambientais do Governo e do Município,ele resolveu ver de perto a situação em que se encontra, verdadeiramente, a Lagoa da Fazenda. A comitiva do vereador contou com a participação do superintendente da AMA Wilson Angelim, do fiscal João Faustino, da técnica ambiental Janaína Pinheiro, dos empresários Plínio Liberato ( proprietário de uma área da lagoa que fica ao lado do aeroporto) e Célio Vasconcelos. 

Uma solicitação de autoria do vereador Gilmar, que foi aprovada por todos os vereadores, provocou a proibição do aterramento da lagoa. "Verificamos que do lado esquerdo da avenida da universidade, sentido centro para UVA, é lagoa, e do lado direito não é lagoa segundo a técnica da AMA. No local a fedentina é insuportável, por conta de vários esgotos, e muito lixo acumulado ao longo das margens da Lagoa da Fazenda", disse o vereador, acrescentando que está provocando uma audiência pública com a presença do secretário das Cidades do Governo do Estado, das Secretarias Municipais de Obras, Urbanismo e Meio Ambiente, e da população, visando buscar uma solução rápida para a grave situação de poluição da Lagoa, que é conseguir a revitalização e urbanização com a construção de praças de lazer, esporte e ginástica em torno deste importante e histórico espaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.