terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Bunda nova




Cheguei à incrível descoberta do porquê de alguns devotos de São Francisco irem todos os anos pagar promessa no Canindé. Falo dos tradicionais romeiros, daqueles que viajavam ou ainda viajam nos paus-de-arara. Os de hoje, nem tanto, pois os carros deslizam no asfalto, mas os de antes,  do tempo das estradas de puro chão, com os conhecidos camaleões que fazem o carro tremer mais que doente de sezão, aqueles, dizem, pagavam a promessa devida e em seguida pediam uma nova graça (uma bunda nova), que seria paga na próxima viagem.

Não se pode confirmar essa tese, porém ela não deixa de ser interessante, principalmente para quem já viajou numa carroceria de caminhão, sentado sobre uma tábua, sentindo enjoo e dor de cabeça. Precisa de prova de fé maior? 

Não obstante todo o sacrifício, São Francisco de Canindé continua venerado e querido pelos brasileiros, principalmente os nordestinos, que todos os anos visitam sua basílica levando os agradecimentos pela vida e, claro, pela bunda nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.