terça-feira, 29 de novembro de 2016

Conversando com mãe Dilma







Olá mãe Dilma! Como está essa Anita garibada? Ah, verdade errei mesmo. Mas sem problema. O que vale é a intenção. E também a senhora nunca participou da farrapada, não é mesmo? A única farra sua, que eu me lembro, foi aquela de Portugal, quando a senhora bebeu tudo que era vinho e tirou gosto com o porto. kkkkkkkk. Perdão mãe. Juro que eu não falo mais nesse assunto.

Vi sim. Que acidente horrível. O Zoião tava frescando, dizendo aqui que foi a alma ...do Fidel que se esbarrou com o avião. A senhora acredita nisso? Nem eu. Até porque o Fidel não iria assim sem mais nem menos viajar para o Céu sem que tivesse autorização. São Pedro iria detestar os charutos dele.


Eu to sabendo mãe. Ora de que. Sabendo que a senhora está botando mandinga no governo do Temer, para que caiam todos os ministros dele e depois ele. É por isso que a senhora vive de cochichos com o Sarney. Cuidado com essa coisa de feitiçaria, pois o feitiço acaba caindo na cabeça de quem faz.

O que, a sua havaiana quebrou o cabresto? E como foi isso? Cuidado com essas topadas. Olhe por onde anda mulher! O jeito é colocar um prego e esperar pelo dinheiro do aposento. É melhor do que andar com os pés no chão, pois acaba criando bicho. Ave mãe coça demais.

Falando em coceira, a senhora sabe dizer se o padrinho continua vendendo palestras? Nossa, caiu demais o preço. E não era de Cem Mil pra cima? Palestra com desconto só o padrinho mesmo poderia dar.

Vou ver se ele quer vir a Sobral falar de ética na política? Sim, eu pago as passagens dele e de agrado ele ainda leva um queijo e um fardo de rapaduras. Ta boa demais a proposta!

Estou indo ver o que o Camilo está fazendo. Depois eu ligo. Abraço mãe Dilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.