quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A marra dos parlamentares



Alguém será capaz de dizer o porquê do medo tremendo que o governador Camilo e os manos estão morrendo de medo de perder a Presidência da Assembleia? Aliás eu nunca serei suficientemente capaz de compreender a relação entre os governos e as câmaras, da forma em que a entidade legislativa se dobra ao Executivo numa inexplicável e ridícula subserviência.

O pessoal que faz o Legislativo, principalmente do Ceará precisa entender que Assembleia difere e muito de um chiqueiro de bodes. O parlamentar tem compromisso com os que o elegem e não com os que o dominam. A atitude do deputado Serginho Aguiar caiu para os caciques do Estado como uma inexplicável rebeldia ou mesmo ingratidão praticada por que quem esteve no leito político por muitos e muitos anos.

Até hoje não há explicações convincentes sobre os motivos que levaram Lúcifer a se rebelar contra o poder de Deus, ou de Caim haver matado Abel. Crê-se que tudo seja uma questão de "enjoei da tua cara", ou uma mexa de ganância misturada com inveja.

É claro que tudo fica mais fácil quando o governo manda para a Casa que deveria ser do povo, um projeto e este é apreciado como exemplar e votado como urgente. O poder sobre os dois poderes deixa o Executivo bastante à vontade em suas pretensões razoáveis, e até mesmo sórdidas.

Parabéns ao deputado Sérgio Aguiar, que mostra a coragem do povo camucinense, que tem a tradição de não se dobrar perante um varão, nem tampouco brincar sem facão. Pelo visto o "basta" chegou. Assim como ele, os deputados que o apoiam também estão reescrevendo uma nova história e esta falando de libertação. Se irão ganhar, ninguém sabe, porém já provaram que são fortes e audazes.

Ficaram mal colocadas algumas propostas por parte do PDT querendo corromper deputados, mesmo assim o placar permanece imprevisível. 

Silveira Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça o seu comentário.